21 agosto 2011

Eu vivo numa existência!




Esta imagem foi tirada da Internet, não tinha autoría

Eu vivo numa existência
                                                                com muita paixão...

                                                                Na cor do sangue
                                                                que me corre nas veias...

                                                                Nunca faço de conta
                                                                no género da brincadeira
                                                                entre toda e qualquer criança...

                                                                Amo com verdade
                                                                seja qual for o sentimento...

                                                                Seja em bebé, criança, adolescente
                                                                ou ser adulto...

                                                                A pureza nos meus sentimentos
                                                                é a verdade em tudo o que faço
                                                                pela minha felicidade
                                                                e pela Felicidade dos outros.

                                                                A nobreza do carácter
                                                                é o poder amar com toda a verdade...

                                                                21-08-2011 08,16h

                                                                ZezinhoMota


                                                           Esta foto é da minha autoría

3 comentários:

Ana Paula disse...

MAGNÍFICO POEMA!!!!
Adorei estas belas palavras que falam de AMOR... adorei também as imagens que o ilustram, e a tua imagem está fabulosa!
Beijinhos grandes,
Paula Lourenço

Lúcia Machado disse...

Zézinho...

Lamento, mas só hoje no blog é que li a msg na integra...

Lamento os infortúnios da vida...
mas, coragem... olhar para a frente!

Tudo de bom

Anita de Castro disse...

Deixo um abraço fraterno