09 fevereiro 2011

Lágrimas!

Imagens extraídas da Internet




Lágrimas
Que se desprendem dos olhos
E correm pelo rosto
Até se fundir com a boca.

São lágrimas de nostalgia
Por alguém que partiu
E que obscureceu o meu dia…

Não acredito no que aconteceu
A mulher que me gerou
Deixou-me só e morreu…

Quem sou neste momento
Assim abandonado?

Pela mulher dos meus sonhos
Em viagem sem regresso…

E o que fazer desta minha tortura
Desta dor e o que fazer do meu sentimento?

Mãe!
Porque me abandonaste?

E agora como te posso demonstrar
O quanto te amo?

E esta dor que dilacera o meu coração?

Mãe…Minha Mãe…
Sofrer assim. NÃO!

Como te amo e te vou amar
Até á eternidade…

E até lá as minhas lágrimas
Vão correr desenfreadamente
Loucas por não te verem!

Partiste agora, mas a minha saudade
É tão grande…

Minha Mãe, no Céu
Protege-me da dor
E guarda-me do mal
E que o meu coração tenha sempre AMOR!

Obrigado por teres sido a minha MÃE!

E QUE A TUA ALMA DESCANSE EM PAZ!

08-02-2011 17,30h

ZezinhoMota



14 comentários:

ZezinhoMota disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ZezinhoMota disse...

Estou num labirinto da vida e não sei o que fazer de mim...

Estou vendo minha mãe todos os segundos do meu viver...

Descendo ao seu túmulo e não quero acreditar!

Mãe descansa em paz!

Beijos do filho que te ama...

nOgS disse...

Zé, sinto muito pela tua perda.

Não há nada que te possa dizer para minimizar a dor nem a sensação de abandono.

Um abraço e sê forte, mesmo que para isso tenhas que enfrentar cara a cara a dor para apenas depois poderes aprender a viver com ela.

Anónimo disse...

Les jeux de machines a sous en ligne sont les jeux de casino les addition populaires dans un casino en ligne pour plusieurs raisons. Une des principales raisons est qu'il y a une grande variete de machines a sous.

tecas disse...

Poema de amor e dor, pela saudade do maior e verdadeiro amor: amor de Mãe.
Belo e triste.
Gostei
Abraço poético

Agulheta disse...

Querido amigo. Estive fora e vim ontem,leio com grande consternação a partida da tua Mãe. Meu amigo ficamos mais pobres é verdade,nada como a nossa Mãe para nos dar aquele abraço e apoio em todas as horas que sofremos,eu já perdi a minha a algum tempo,e ainda sinto nos meus sonhos a sua mão sobre a minha cabeça.Beijinho de carinho e amizade e os meus sentidos pésames.

A. Jorge disse...

Palavras para quê, se o vento as leva?
Tens aqui um ombro para chorar contigo se quiseres!

Um abraço

Jorge

http://escarniosmaldizeres.blogspot.com/

AFRICA EM POESIA disse...

Vim deixar um beijinho
Eu posso dizer que amanhã é outro dia...
Acredita que há pior... deixo com carinho...

Neste momento quero expressar aqui a minha solidariedade a todas as Famílias atingidas pelo tsunami .ONDA DEVASTADORA


Onda devastadora, cheia de beleza
Que rapidamente se transformou...
E destruiu tudo por onde passou...

Correu com loucura pela praia...
Saltou montes e vales...
Tudo levou e tudo varreu...

Onda sem compaixão...
Que entre os seus longos braços...
Tudo levou, pais, mães e filhos...

Sem piedade levou o amor da família...
Levou também o trabalho da terra...
E deixou, apenas a dor...

Dor de quem ficou e de quem tudo perdeu...
E tu onda devastadora...
Soltaste os teu braços...
E calmamente te foste!...

LILI LARANJO

Vicky disse...

José
Gracias por tu invitación en Facebook.
Vine a tu blog a conocerlo y me encuentro con este hermoso poema a tu mama, un hermoso poema y bellas palabras le dedicas.
Ya guarde tu blog en mis preferidos del navegador
Un abrazo

A. Jorge disse...

Obrigado pela visita ao meu/teu novo espaço.
Espero que tenhas gostado.

Um abraço

Jorge

http://escarniosmaldizeres.blogspot.com/

tecas disse...

Zezinho, passei para te ler de novo. Muito bonito este teu poema, de saudede e amor. Quando voltas a postar?
Quero mais...rs
Abraço poéticos

Ana Paula disse...

Amiguinho não tenho palavras para te consolar, sei também que o "tempo" vai ajudar-te a ultrapassar este momento tão triste porque que passaste em Fevereiro.
Onde a tua "estrela" estiver quer ver-te feliz, tens que voltar com os teus poemas lindos, ela irá sorrir de felicidade e sentirás no teu coração.
Gostei da homenagem que lhe fizeste foi lindaaaaaa!!!!
Sente um abraço muito apertadinho.
Paula Lourenço

Parapeito disse...

Zézinho lamento pela sua perda...sei o que custa...pois já nao tenho os meus...
Mas sei do amor deles por mim...e assim sendo sinto eles perto de mim.
Um abraço e bricas doces para si*

Carina Rocha disse...

Apesar da dor que acarreta em si este poema e a melancolia, não posso deixar de dizer que ao ler e estremeci... sinto muito pela sua perda... deve ser das maiores dores...
Parabéns pelos blogs, são fantásticos, irei seguir este blog com muito carinho...

Beijo