30 março 2011

Subi a colina da Saudade!





Um poema extraído do meu livro;

"A Natureza e o meu poema"

Imagem extraída da Internet


                                               


                                                                                        Subi a colina da Saudade

                                                                                        Subi a colina da Saudade
                                                                                        Para te ver a sorrir para mim!

                                                                                        E de olhos nos olhos
                                                                                        da tua sensibilidade!

                                                                                        Dizer-te como és bela
                                                                                        Como a felicidade.

                                                                                        Poder apagar a minha saudade
                                                                                        Da tua ausência…

                                                                                        Mas o que posso fazer?
                                                                                        Se a vida têm de tudo…

                                                                                        E todos os momentos
                                                                                        Acontecem e ficam no tempo…

                                                                                        Tem que ser assim???
                                                                                        Até no sentimento
                                                                                        Tudo têm um fim…
                          
                                                                                        10-07-2008

                                                                                         ZezinhoMota




6 comentários:

A. Jorge disse...

Belo poema. Um autêntico regresso com o pé direito.

Um abraço

Jorge

http://escarniosmaldizeres.blogspot.com/

tecas disse...

Até que enfim, meu amigo Zezinho, te decidiste a postar. E que post!!!
Belíssimo poema, onde soltas a alma, acompanhado de uma imagem magnifica.
Nada se pode fazer contra o sentimento saudade.
Um aplauso.
Abraço amigo.

José Sousa disse...

Muito bem... penso que não é a primeira vez que venho aqui! O que li por cá gostei, bonito mesmo! A nossa mente sempre é fértil em imaginar a forma como descrever as nossas coisas para que os outros possam, assim, lerem. Muito importante para o aumento do nosso conhecimento! Vou ser seu seguidor, seja meu também.

http://transpondo-barreiras.blogspot.com/

http://congulolundo.blogspot.com/

http://minhalmaempoemas.blogspot.com/

http://queriaserselvagem.blogspot.com/

Um abraço

Diego Schaun disse...

Olá, sou Diego Schaun, poeta e músico baiano. Forte abraço! Gostei de teus escritos!

(músicas)http://palcomp3.comn/diegoschaun
(blog) http://diegoschaun.blogspot.com

tecas disse...

Olá Zézinho!Tudo bem?
No dia 28 de Maio, sábado, pelas 18h, na Biblioteca Doutor Vieira de Carvalho- Forum da Maia, é o lançamento do meu livro Pleno Verbo. Seria para mim uma honra, contar com a tua presença:) É pertinho! Vá lá!!!

Parapeito disse...

bela esta subida...
Tudo tem um fim...(acho que a saudade não)
brisas doces**